Londres - Parte 3: vários passeios legais!

Terceiro dia em Londres. Após o café da manhã, saímos animados pois nesse dia faríamos muitas coisas legais.

O primeiro destino era a Abbey Road (eternizada pelos Beatles, após posarem atravessando essa rua para a capa de seu álbum - que leva o nome da rua, em 1969) e, para isso, fomos de metrô para o charmoso bairro de St. John's Wood (descemos na estação de mesmo nome).

Capa do álbum ABBEY ROAD, The Beatles, 1969.
Assim que saímos da estação, fui pedir informações sobre a direção da famosa rua, mas nem precisei terminar a frase: o simpático senhor logo perguntou "Querem ir para a Abbey Road, não é?"  Ri respondendo que sim e ele me apontou a direção, dizendo que estávamos perto (apenas 3 quarteirões de lá).

Caminhamos lentamente, tentando prolongar aquela sensação maravilhosa de estarmos tão perto desse lugar tão "mágico". Observamos o bairro tão calmo e charmoso, as pessoas andando por lá, os bonitos carros estacionados, as casas... 




Viramos a esquina devagar, emocionados com a história daquele lugar, com a energia gostosa que ela carrega. Quem esteve lá e é fã dos Beatles, sabe do que estou falando. Olhei para meu marido e ele estava emocionado.

A faixa de pedrestes se mantém como na época e, apesar de hoje em dia o trânsito ser beeem mais intenso no local, não foi colocado nenhum semáforo para preservar o lugar como era na época.
É engraçado observar os motoristas que passam por ali: uns passam devagar e esperam, pois sabem que sempre têm pessoas tirando fotos no local, alguns até brincam com os 'beetlemaníacos', outros ficam bravos com a demora...



Abbey Road hoje

Quando chegamos, a rua estava repleta de turistas italianos fãs dos Beatles, fazendo uma "festa" danada e sessões de fotos para guardar de recordação. Eram animados, divertidos, foi muito legal estar ali com eles.

Foto como se manda: o segundo homem sempre descalço,
como Paul McCartney na capa do disco



Grupo de italianos posando para a foto coletiva
Quando eles foram embora, a rua ficou mais tranquila e pudemos tirar nossas próprias fotos. rs


Eu, a filhota e o marido atravessando


Eu atravessando

[ Matéria interessante: Foto com Beatles atravessando a rua na direção oposta é leiloada ]

Ao lado da faixa, há o Abbey Road Studios, onde os Beatles gravavam (e também outras bandas importantes). O estúdio está na ativa até hoje e não permite visitas.
Seu muro branco é o único lugar em Londres onde é permitido pichar, pois os fãs dos Beatles deixam recados por lá sempre. De tempos em tempos, o muro é pintado novamente de branco e os recados recomeçam.









Saímos de lá com uma sensação gostosa, de conhecer de perto uma parte da história musical. :)

Pegamos o metrô para a estação "Baker Street". Se você, saindo do metrô, caminha para o lado direito, vai em direção à famosa Baker Street do Sherlock Holmes. :)  Se caminhar para a esquerda, irá para o Madame Tussaud's (museu de cera).



Fomos primeiro em direção à Baker Street, onde há algumas lojas legais, especialmente a "It´s Only Rock'n'Roll", com vários artigos de rock  e a loja dos Beatles, que é grande e vende apenas artigos da banda... tem de tudo: desde jogos (banco imobiliário e outros) até malas de viagem, fotos, discos e MUITO, muito mais!

É uma delícia para um fã ficar um tempão observando e levar uma lembrança desse dia para casa. :)







  


 Passamos em frente ao Museu do Sherlock Holmes (que fica do outro lado da rua da loja dos Beatles), mas não entramos.


Apesar da entrada ser barata, eu tinha visto umas fotos por dentro pela internet  e não me interessei muito. Porém, para quem é fã, imagino que seja um passeio obrigatório. :)

Como sabíamos que o próximo passeio seria demorado (o museu de cera), resolvemos antes parar para o almoço. Almoçamos ali mesmo na Baker Street, no "Croque Monsieur".
Meu marido e minha filha comeram lasanha, eu quis experimentar o famoso "fish'n'chips" inglês (peixe e fritas) e estava gostoso. :)



Terminando o almoço, fomos em direção ao Madame Tussauds, passando novamente em frente ao metrô Baker Street e a estátua de Sherlock Holmes (foto abaixo). :)





Ali na mesma rua, há várias lojas de lembrancinhas... entrei em uma delas e comprei algumas.
Chegando ao museu de cera, tínhamos já a entrada que foi comprada no dia anterior, junto com o ingresso da London Eye, por isso não precisamos pegar fila de bilheteria, apenas a de entrada (que, por ser setembro, não estava grande). Na fila, uma mímica do museu ficou um tempão brincando com minha filha. :)






Claro que é um passeio bem de turista (e estava lotado lá dentro, imagino em alta temporada!), mas não poderíamos deixar de fazer. :) Minha filha adorou.


As estátuas são super bem feitas (algumas saem melhores nas fotos do que outras, e alguns flashes não ajudam) e o legal é que você pode posar na foto junto com eles, abraçar, tampar a cara da Victoria-Beckham-exibida-abraçando-o-marido-lindo (tá essa pose acho que apenas eu fiz por lá) e o que a imaginação mandar. :)

O museu é dividido em alas (atores, políticos, esportistas, etc) e alguns personagens possuem um espaço especial, como Jack Sparrow (Johnny Deep em "Piratas do Caribe"), que parecia ser o mais concorrido pra se tirar fotos; Alfred  Hitchcock, que tem sua própria representação do "Bates Motel" descendo as escadas e alguns outros. 

The Beatles
Há a ala "Chambers of Horrors", mas não é recomendada para menores de 12 anos, então não fomos com nossa filha.

Após andar bastante, o final do passeio, onde você vai sentado num tipo de trenzinho, chega em boa hora. :)

Saindo de lá, caminhamos alguns quarteirões até o bonito Regent's Park, onde pudemos parar para descansar um pouco, minha filha pôde correr e brincar (ela adora parques) e tirar algumas fotos.

Parques em Londres sempre com cadeiras "de praia"
para as pessoas usarem :)




Portões dos parques sempre lindos!
O tempo estava estranho, começava a cair uma chuva fina e resolvemos sair logo de lá, pois a estação de metrô estava longe (de tanto que andamos dentro do parque). A chuva foi apertando e tiramos nossas capas de chuva da bolsa e finalmente encontramos uma estação, mas não foi fácil. rs

Ainda queríamos ir a Camden Town, mas estávamos com medo de ainda estar chovendo (e eu não gosto de caminhar com chuva), mas arriscamos mesmo assim. Chegando lá, tudo sequinho, ainda bem.

A capa de chuva de joaninha da minha filha (comprada em São Paulo mesmo, na região da Rua 25 de março) fez sucesso por lá... várias pessoas me perguntaram onde comprei (e faziam cara de decepção quando eu dizia que tinha sido no Brasil, rs).

Andamos por Camden admirando o estilo super diferente das lojas e de muitas pessoas.






Foi por lá que encontramos lojas de lembrancinhas com preços melhores e resolvemos comprar várias coisinhas.
Quando saímos das lojas em que fizemos compras, já tinha anoitecido e a rua continuava diferente e linda, porém com algumas lojas já fechando.






A fome bateu e íamos comer no Pret-a-Manger, uma rede enorme de Londres, conhecida por seus alimentos naturais, que evitam aditivos e conservantes. Porém, quando chegamos lá, nos informaram que logo fechariam. :( Compramos algumas coisas para levar... minha filha, que ama frutas, foi logo escolhendo algumas. rs

Acabamos comendo ali perto, no KFC.  Vi o lanche "The Goodfather" (O Poderoso Chefão :P) e ele me chamou a atenção, foi esse mesmo!
Veio com uma porção de feijão (olhando a foto de longe, sem ler, parecia milho, e pensei "que bom, a Helena gosta de milho!", que decepção, kkkkk) e eu não entendo como alguém pode comer aquilo puro daquele jeito, kkkk   Eu provei e detestei. O lanche era bom.




Fomos para nosso hotel, chegamos tarde e já super cansados. 


Resumo das postagens sobre Londres:  
Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6



3 comentários:

  1. Amiga, viajei com você no relato da viagem. Revivi sensações que tive quando estive em Londres. Que saudade. Muita vontade de voltar qualquer dia desses. Amei.

    ResponderExcluir
  2. Amiga, que delícia ler o teu relato. Viajei novamente para lá com suas palavras. Que saudade e que vontade de voltar a Londres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verinha, que bom que gostou do relato (preciso terminar, tentarei fazer isso ainda nessa semana). Eu mal voltei de lá e já tenho vontade de ir novamente também.
      Beijo!

      Excluir

Paulistana, casada, mãe de uma linda menina de 10 anos, formada em Psicologia. Ama fotografia, culinária, viagens, cinema e música.

Saiba mais...

 
By Iâni Naíra