Londres - Parte 6: Museus e Hyde Park

 Após o café da manhã bem reforçado, pegamos o metrô em direção à estação "South Kensington", região muito agradável onde há vários museus.


Antes que eu me esqueça, na região (menos de 15 minutos caminhando) fica a famosíssima e linda loja Harrod's, que eu choro até hoje por não ter tido tempo para visitar (mais um motivo pra voltar a Londres! hehe). Então fica aí a dica pra quem quiser aproveitar melhor a região. Eu cortei do roteiro pois, como já disse, se tenho que cortar algo por falta de tempo, que sejam as compras (mas quero um dia conhecer, por ser uma das mais importantes lojas de departamento do mundo e ser gigantesca... quero ir mais por curiosidade do que pra comprar!).

Nossa primeira parada foi o Museu de História Natural, que já impressiona por sua linda arquitetura, tanto externa quanto interna:

Esqueleto do dinossauro Diplodocus logo na entrada




É impossível não ficar admirado com sua grandiosidade logo ao entrar!


O museu tem entrada gratuita e possui a maior coleção de história natural do mundo!

A parte que mais encantou minha filha foram os dinossauros... muitos deles são mecânicos, com sons e movimentos.






Após o passeio, fomos conhecer o Museu de Ciências, também com entrada gratuita (você pode fazer uma pequena doação voluntária, apenas se desejar). Ele é quase ao lado do Museu do História Natural, na Exhibition Road, o coração cultural da cidade! A rua tem um site que mostra todas as atrações culturais do local.

O Museu de Ciências mostra a história da química, da ciência e tecnologia e também dos transportes.





Helena jogando
A parte que eu mais gostei e que me emocionou, foi poder estar ao lado da Apollo 10 original, que foi lançada ao espaço em 1968.

Apollo 10
Há uma coleção de aviões civis e militares bem interessante também, disposta no teto do museu.

Não é um museu que eu indicaria pra alguém (a não ser que tenha bastante tempo pra ficar em Londres e já tenha visto todos os outros pontos principais)... não que eu não tenha gostado, até porque só a Apollo 10 já fez valer a pena, mas é muito tempo que se gasta nele e não é TÃO interessante quanto imaginei. Mesmo assim, é uma opção interessante para um dia de chuva, por exemplo, em que se visitar atrações ao ar livre fica mais complicado. 

Paramos para um almoço no bonito restaurante dentro do próprio museu. A iluminação do lugar é o charme e a comida é bem saborosa. Fomos atendidos por um garçom brasileiro.



Saindo do museu, fomos caminhando pela Exhibition Road em direção ao Hyde Park.



Logo próximo à entrada do Hyde Park, há uma vista muito bonita do "Royal Albert Hall", inaugurado em 1871, e que deixou meu marido encantando, não apenas pela beleza, como pela história musical do lugar, que foi palco para grandes e clássicas apresentações.

Royal Albert Hall
No dia seguinte à nossa visita, Adele gravou seu primeiro DVD ao vivo nesse local. Uma pena não termos tido a oportunidade de ver esse show estando tão perto!

Visitamos então o Hyde Park, o mais bonito entre os que visitamos em Londres, na minha opinião. 





Minha filha no parque :)


Caminhamos pelo parque até chegar num playgroud construído em memória à Princesa Diana. O playground é o mais fofo que já vi num parque e minha filha simplesmente AMOU, não queria mais ir embora!







Ele é fechado, apesar de ficar dentro do Hyde Park. O playground é muito bem cuidado e realmente vale a visita para quem está com crianças!
Estava frio no dia e fiquei surpresa com a quantidade de crianças com roupas super à vontade, inclusive bebê apenas com body...  realmente a resistência ao frio dos europeus surpreende. rs

Saindo de lá, tínhamos intenção de ir ao charmoso bairro de Notting Hill (famoso por causa do filme), eu já tinha até um roteirinho traçado dos lugares que queria visitar por lá, mas infelizmente estávamos muito cansados pra isso e já estava ficando tarde. No dia seguinte teríamos uma viagem de trem para Paris e ainda tínhamos que arrumar as malas. =/
Se soubesse, juro que teria deixado o Museu de Ciências de lado pra dar tempo. :( 
Pra quem tiver tempo, vale a pena aproveitar que está por perto e dar um pulinho por lá, especialmente se for sábado, quando há o mercado da Portobello Road. Aqui há uma matéria sobre o local.

Pegamos o metrô (há uma estação em uma saída bem perto do playground) de volta para nosso bairro. Antes de irmos para o hotel, fomos novamente na rua principal de Hounslow, a High Street, e pegamos a loja Primark aberta. Olha, se eu soubesse que ela era tão barata, teria ido antes, pois só deu tempo de ver a seção infantil (onde compramos roupas ótimas e baratas para a filhota) e a masculina muito correndo, nem deu tempo de passar no setor feminino e foi uma pena, pois só de passar ali rapidamente me interessei por muitas coisas, mas a loja já havia fechado com a gente dentro e tínhamos que passar logo no caixa. =/  

Chegamos no hotel e arrumamos nossas malas, tristes pois os dias em Londres já estavam deixando saudade mesmo antes de partirmos, mas também animados para chegarmos em Paris, onde mais aventuras nos aguardavam.
Em breve começarei a série de posts sobre Paris.

Beijos,
Resumo das postagens sobre Londres:  
Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6



6 comentários:

  1. Muito legal o relato ! Estive em Londres e Paris nesta mesma época do ano, em 2009, em lua de mel. Foi bem legal matar a saudade desse lugar viajando no seu relato.Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcelo! Obrigada pela visita e comentário!

      Eu também adoro ler relatos de lugares onde estive pra matar saudades. :) Fico feliz que tenha gostado.

      Abraço!

      Excluir
  2. Adorei Van, seu relato está muito inspirador!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fernanda, desculpe a demora, eu estava com dificuldade de conseguir comentar aqui usando o Chrome, agora consegui resolver. :)

    Muito obrigada pelo comentário e fico feliz em saber!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Van parabéns você escreve muito bem, adorei o relato!
    Vou viajar em julho e anotei tudinho o que vc escreveu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada. Fico feliz que tenha gostado e que o relato tenha sido útil. :)

      Excluir

Paulistana, casada, mãe de uma linda menina de 10 anos, formada em Psicologia. Ama fotografia, culinária, viagens, cinema e música.

Saiba mais...

 
By Iâni Naíra